WhatsApp: conheça os sinais de que você recebeu uma fake news

As notícias falsas, chamadas também de fake news, circulam em grande volume entre os usuários das redes sociais e aplicativos de mensagens, como o WhatsApp. O R7 entrevistou a advogada Patrícia Borsato, da Comissão de Direito Digital da OAB-SP e especialista em direito digital, para descobrir o que deve ser conferido antes de compartilhar um link

A primeira dica é conferir a origem da informação que foi recebida. "Busque uma segunda fonte em sites confiáveis. É possível até utilizar o Google para encontrar páginas que checam fake news na internet", sugere Patrícia

Tenha certeza que o site que publicou a notícia é verdadeiro e está correto. "Pessoas mal-intencionadas podem usar nomes parecidos com o de páginas conhecidas e com credibilidade para enganar os leitores", diz a advogada

A especialista alerta para a necessidade de checar a data de publicação da notícia: "Os links compartilhados podem ter sido publicados há muito tempo. Uma notícia antiga fora do contexto pode confundir as pessoas e induzir a acreditarem e algo que não é mais verdade"

Patrícia também aconselha a conferir se a linguagem utilizada corresponde com a de um texto jornalístico. "Os erros de português podem denunciar uma fake news. Procure por erros em nomes, palavras com a grafia incorreta e falta de acentos"

A advogada afirma que uma grande dificuldade é saber diferenciar piadas de notícias: "Os vídeos e memes, principalmente, são criados para serem engraçados e não para informar. É preciso tentar perceber ironias e brincadeiras que são enviadas pelos amigos no WhatsApp"

A especialista em direito digital lembra que pedidos chamativos para ajudar a espalhar uma notícia podem indicar uma fake news. "Duvide das letras maiúsculas pedindo para compartilhar uma notícia com outros usuários. É assim que esse tipo de conteúdo tem um alcance tão grande"

Para evitar compartilhar fake news com amigos e familiares, duvide das mensagens recebidas pelo celular. "As pessoas precisam ter censo crítico para perceber se a mensagem é verdadeira ou não. Na dúvida, não ajude a espalhar uma informação", orienta Patrícia

Patrícia explica o motivo do WhatsApp ser utilizado para enviar fake news: "O whatsaap tem um alcance muito grande, as mensagens são instantâneas e a criptografia dificulta a identificação da origem e do autor. Por isso o aplicativo é o mais usado para compartilhar notícias falsas"

A pessoa que compartilhar fake news e prejudicar alguém podem responder na justiça pelo ato. "Toda pessoa que repassa uma notícia falsa pode sofre consequência judiciais e responder por injuria, calunia e difamação", afirma a advogada

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?