VACINAÇÃO: VEREADORES PEDEM QUE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO E DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SEJAM PRIORIZADOS

Preocupados com a exposição desses profissionais, dois parlamentares de PB protocolaram documentos na Secretaria de Estado da Saúde pedindo revisão no plano de imunização

Juliano pediu que seja analisada a possibilidade de incluir as equipes das redes estadual, municipal e privada de ensino no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 antes da Etapa 4 – que é onde esse grupo está inserido.

A preocupação do parlamentar se dá devido à previsão de retorno das atividades presenciais nas escolas para o dia 18 de fevereiro em âmbito estadual, e dia 17 em âmbito municipal.

Segundo ele, outros vereadores da região já se manifestaram no mesmo sentido. Seu ofício seria, portanto, um reforço aos pedidos.

Já o vereador Magno pede que se insira os profissionais de assistência social nos grupos prioritários.

Para isso, ele cita o decreto nº 10.282, de 20 de março de 2020, que coloca a Assistência Social e o atendimento à população em estado de vulnerabilidade na relação dos serviços públicos e atividades essenciais.

Para ilustrar a situação desses profissionais, o parlamentar cita que foi feito um grande trabalho por parte da assistência em relação ao auxílio alimentação.

No começo da pandemia não havia auxílio emergencial e, mesmo após a criação dele, como algumas famílias não conseguiram receber o benefício, o trabalho da assistência continuou ajudando nessa questão da alimentação.

Além disso, comenta que demandas como as de violência contra a mulher e abuso infantil também aumentaram.

“Não houve interrupção da assistência social em momento algum.

Publicidade…

Eles têm feito atendimento às pessoas vulneráveis independente da pandemia.

Os profissionais estão totalmente expostos.”, pontua Magno.

Ambos comentaram sobre a escassez de vacinas neste momento, mas esperam que seus pedidos possam ser levados em conta tão logo a oferta de imunizante normalize.

O manejo está sendo feito seguindo a lista de grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, mas, devido a pouca quantidade recebida, até mesmo dentro da categoria dos profissionais da saúde alguns estados e municípios estão tendo dificuldades em cobrir a demanda.

Porto Belo, por exemplo, recebeu dia 19 de janeiro 83 doses da vacina Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, e dia 27 mais 70, desta vez da vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Fiocruz.

Segundo informações da Prefeitura, sempre que chegarem novas doses elas serão direcionadas aos profissionais de saúde, até que todos estejam vacinados.

Porto Belo já vacinou os profissionais do Pronto Atendimento com o primeiro lote. No segundo irá imunizar os médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, técnicos em saúde bucal, dentistas e profissionais de limpeza que atuam nas unidades básicas de saúde (UBS).

As agentes comunitárias devem receber a vacina assim que chegar uma nova remessa.

Os ofícios dos vereadores também foram entregues à Secretaria de Saúde do município.

CÂMARA DE ITAPEMA
Na foto: Juliano Cota Guerreiro, Leo Cordeiro , Alexandre Xepa (vereadores de Itapema) e Magno Munõz

Na volta de Florianópolis, Magno e Juliano decidiram fazer uma visita à câmara vizinha. O objetivo foi conhecer a estrutura física do local, os vereadores e se colocar à disposição para futuras parcerias. Magno pensa, inclusive, que algumas ações podem ser articuladas entre os três municípios: Bombinhas, Porto Belo e Itapema.

 

Fonte: Câmara de Vereadores de Porto Belo


 

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?