UTI Covid do Hospital da Unimed em Balneário Camboriú lota em uma semana

As internações por complicações causadas pela Covid-19 têm preocupado os médicos na região da Foz do Itajaí-Açu.

Na noite de domingo (8), o Hospital da Unimed de Balneário Camboriú, maior hospital privado da reguão, informou que chegou a 100% de lotação da UTI Covid, que havia sido ativada uma semana antes.

Quatro dos médicos que atuam no enfrentamento à pandemia no hospital estão afastados, no momento, porque foram contaminados. Umberto João D´Ávila, presidente da Unimed Litoral, informou que vai oficiar o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) sobre a situação nesta segunda-feira, para que sejam tomadas providências.

D´Ávila diz que a procura por atendimento por coronavírus é a maior em oito meses, desde que iniciou a pandemia por aqui. Além das internações em UTI, há 19 pacientes em enfermaria e um volume muito grande de ligações para a central telefônica de Covid-19.

– A gente imaginava que poderia acontecer, devido aos feriados e à inoperância dos governos estaduais e municipais em relação aos pedidos de afastamento entre as pessoas, para evitar aglomeração, que não aconteceram em Santa Catarina.

Publicidade…


O médico diz que as pessoas devem retomar os cuidados, e sair de casa somente em caso de necessidade.

– Espero que as pessoas tenham essa consideração por seus familiares, pelos idosos, e pelas pessoas que estão trabalhando.

No Hospital Ruth Cardoso, que atende pelo SUS, 18 leitos de UTI estão ocupados – o que equivale a 60% da capacidade. O Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, tem 16 pacientes na UTI Covid.

Apesar dos números crescentes, a região voltou a registrar aglomerações no fim de semana. 

Fonte: NSC Total


Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?