Saúde de Camboriú inicia vacinação em crianças de cinco a 11 anos idade nesta segunda, dia 17 – Prefeitura de Camboriú

A Secretaria de Saúde de Camboriú, por meio da Vigilância Epidemiológica, informa que a partir da segunda- feira, dia 17, a faixa etária para a vacinação contra covid- 19 entrará em uma nova etapa. Crianças de 5 a 11 anos, que pertencem aos grupos prioritários, poderão ser imunizadas. Já para a população em geral, a vacinação pode ser feita em todos que tenham 12 anos ou mais. A ação acontecerá na Policlínica, das 8h até às 17h e nas Unidade Básicas de Saúde (UBS) do município, das 8h até às 12h e das 13h até às 17h.
O coordenador da Vigilância Epidemiológica, Thiago Regiel Vilcinskas, ressalta a importância da vacinação para os menores de idade. “Já está comprovado que a vacina é segura, então é fundamental que todos comparecem na UBS mais próxima de sua casa para vacinar, só assim o vírus vai parar de ter circulação entre a população “, comentou.
Para a vacinação é necessário estar acompanhado dos pais ou responsáveis legais, levar a carteirinha de vacinação, documento com foto e comprovante de residência em nome do responsável.

Para se considerado do grupo prioritário é necessário apresentar um ou mais das seguinte limitações do ponto de vista físico, mental, intelectual ou sensorial:

– Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;
– Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir;
– Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar;
– Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

Em relação aos indivíduos portadores de comorbidades, devem ser considerados aqueles com as situações listadas abaixo:

– Diabetes mellitus e doenças metabólicas hereditárias (doença de Gaucher, mucopolissacaridoses e outras);
– Doenças pulmonares crônicas (asma grave, fibrose cística, fibroses pulmonares, broncodisplasias);
– Cardiopatias congênitas e adquiridas;
– Doença hepática crônica;
– Doença renal crônica;
– Doenças neurológicas crônicas (paralisia cerebral, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave);
– Imunossupressão congênita ou adquirida (incluindo HIV/Aids, câncer, transplantados de órgãos sólidos e medula óssea e pacientes em uso de terapia imunossupressora devido à doença crônica como doenças reumatológicas e doenças inflamatórias intestinais – Crohn e colite ulcerativa);
– Hemoglobinopatias (anemia falciforme e talassemia maior);
– Obesidade grave (IMC: escore z>+3);
– Síndrome de down.

Para a comprovação da condição da deficiência permanente ou comorbidade deverão ser apresentados os seguintes documentos para a vacinação:

– Laudo médico ou exame comprobatório que indique a comorbidade ou deficiência;
– Comprovação de atendimento em Centro de Reabilitação ou unidade especializada; c) documento oficial com indicação da deficiência;
– Cartões de gratuidade do transporte público que indique a condição de deficiência permanente;
– Laudo emitido por nutricionista no caso de obesidade;
– Declaração de equipe multidisciplinar, que indique a condição de deficiência ou comorbidade.


Source link

Facebook Comentários

Vamos anunciar?