Porto Belo adapta Serviço de Proteção Social a adolescentes em medidas socioeducativas

Com adaptações para os tempos de pandemia, o acompanhamento a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas de liberdade assistida e prestação de serviço à comunidade inicia em novo formato no Município de Porto Belo. A ideia é fortalecer a prestação e serviço aos adolescentes, levando em consideração o período de pandemia e todos os cuidados com a saúde, evitando o contágio por coronavírus.

Além dos atendimentos individuais, o Município retoma também o Projeto Escolhas, que busca contribuir para o acesso à direitos, incentivar os valores sociais e promover ações que possibilitam a construção de projetos de vida, restabelecendo o convívio sócio familiar e comunitário através do Jiu-Jitsu. Os encontros têm acontecido em grupos, mas sem contato físico entre os adolescentes e com o devido distanciamento entre eles.

De acordo com a coordenadora do Creas Berenice Barreto, o acompanhamento e o cumprimento acontecerá de forma híbrida, alternando entre presencial e remoto. Os atendimentos presenciais serão de forma individual, respeitando o distanciamento social.  “Vivemos em um momento difícil, onde muitos cuidados precisam ser tomados, mas não podemos deixar de cumprir com a nossa responsabilidade de acompanhar estes adolescentes. A equipe está dedicada neste novo formato para a prestação do serviço em novo formato” – explica.

O acompanhamento dos adolescentes tem por objetivo contribuir para o acesso de direitos e ressignificação de valores na vida pessoal e social. Estarão à frente do Serviço de Proteção Social a psicóloga Simone Moraes Gennari, o advogado Rafael Bandeira dos Santos e a educadora social Cristine Weide Rodrigues.

 

 

 

 


Source link

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?