Pesquisa eleitoral falsa faz 488 mil vítimas no WhatsApp

Golpe no WhatsApp tenta roubar dados pessoais dos usuários Golpe no WhatsApp tenta roubar dados pessoais dos usuários Pixabay

Falsas pesquisas de intenção de voto circulam pelo WhatsApp com a intenção de roubar dados pessoais e informações contido no celular. Desde a última quarta-feira (10), foram identificados pelo menos sete links para supostos questionários do Ibope e do Data Folha.

Leia também: WhastApp faz campanha no Instagram para combater fake news

Até está segunda-feira (15), mais de 488 mil pessoas clicaram nas mensagens maliciosas, segundo o Dfndr Lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança.

Uma pesquisa eleitoral é usada como isca para atrair vítimas Uma pesquisa eleitoral é usada como isca para atrair vítimas Reprodução/Dfndr Lab

A pessoa que acessa o link precisa responder algumas perguntas e, no final, compartilhar com 10 contatos a mensagem que recebeu pelo WhatsApp. Os golpistas dizem que essa seria uma estratégia para confirmar que não foi um "sistema automatizado" que respondeu o questionário.

Leia também: Não brinque com a Momo! Seus dados pessoais podem ser roubados

É dessa maneira que golpes por aplicativo de mensagens e pelas redes sociais ganham proporção rapidamente. Na quinta-feira (11), mais de 90 mil caíram no golpe em apenas 24 horas.

Para validar a pesquisa, é preciso compartilhar um link Para validar a pesquisa, é preciso compartilhar um link Reprodução/Dfndr Lab

Esse tipo de crime costuma utilizar assuntos em alta para atrair as vítimas. Neste ano, datas comemorativas como Páscoa, dia das mães, dia das mulheres e dia dos namorados foram usadas para convencer pessoas a clicarem em links falsos.

Para proteger os dados pessoais e fugir dos golpistas, confira as informações contidas em uma mensagem que prometem prêmios e vantagens nas páginas oficiais. Se for uma mentira ou parecer algo irregular, não compartilhe o link com outros usuários.

Esse tipo de golpe busca criar brechas no sistema de segurança do aparelho celular para obter dados pessoais e outras informações salvas no aparelho.

Leia também: Fuja de golpes no WhatsApp! Saiba os sinais de uma mensagem falsa

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?