Morre Paul Allen, um dos fundadores da Microsoft

Paul Allen foi co-fundador da Microsoft Paul Allen foi co-fundador da Microsoft Anthony P. Bolante/Reuters/17-04-03

O co-fundador da Microsoft, Paul Allen, morreu na tarde desta segunda-feira (15), em Seattle, Estados Unidos, aos 65 anos.

Allen era dono do Seattle Seahawks, da NFL Allen era dono do Seattle Seahawks, da NFL Mark J. Rebilas/Reuters/02-02-14

A morte ocorreu por causa de complicações de um linfona não-Hodgkin, tipo de câncer que atinge o sistema linfático e que ele teve diagnosticado em 1982, tendo superado o problema por um tempo.

Em 1º de outubro último, no entanto, ele anunciou que o linfoma havia retornado.

A informação foi divulgada pela Vulcan Inc., empresa de sua propriedade, à mídia americana.

Veja também
  • Wall Street tem recuperação com ações de tecnologia puxando o caminho
  • Microsoft está em processo de aquisição da Obsidian Entertainment, estúdio de Pillars of Eternity
  • BGS 2018: Microsoft fala dos planos para o Brasil e o futuro com Project XCloud

Allen e Bill Gates se conheceram nos tempos de escola e fundaram a Microsoft em 1975. Compartilhavam o mesmo interesse por computadores, que os tornou visionários no setor.

Na ocasião, eles alcançaram um marco no desenvolvimento de softwares, ao criarem o Basic, sistema de interpretação da linguagem de programação, implementada em um computador Altair 8800, que foi enorme sucesso de vendas.

Maiores fortunas

Em 1983, porém, Allen rompeu com Gates e foi se afastando da administração da empresa, quando, em 2000, passou a ter apenas 2% de suas ações, após deixar o conselho de administração.

Ele se manteve, no entanto, com uma das maiores fortunas do mundo, tendo ficado em 21º lugar na lista de bilionários da Forbes, com patrimônio líquido estimado em US$ 20,3 bilhões (R$ 75,8 bilhões), em lista divulgada na última semana.

A empresa Vulcan foi criada para adminstrar os negócios dele. Allen era proprietário do time de basquete Portland Trail Blazers, da NBA, adquirido em 1988, e do Seattle Seahawks, da NFL, adquirido em 1997.

Conhecido por seus inúmeros projetos filantrópicos, Allen também fundou a Paul G. Allen Family Foundation; o Allen Institute for Brain Science; o Allen Institute for Artificial Intelligence; o Allen Institute for Cell Science e o Stratolaunch Systems.

Em vida, Allen doou mais de US$ 2,5 bilhões (R$ 9,3 bilhões) para causas beneficentes. Em 2010, assinou o Giving Pledge, quando se comprometeu a doar mais da metade de sua fortuna. E escreveu, no momento do anúncio, os seguintes dizeres:

"O compromisso de doação nos lembra que nosso patrimônio líquido não é definido pelo dólar, mas pela forma como servimos aos outros."

Veja a galeria: Microsoft pode ganhar a E3 2017 com o Project Scorpio

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?