Médico agride suplente de vereador dentro do Hospital de Camboriú

A esposa e o filho de Samuel Violante, suplente de Vereador em Camboriú, aguardavam por atendimento no hospital, após sofrerem acidente com o veículo da família.

Samuel foi agredido por um médico, dentro do Hospital de Camboriú.

O fato aconteceu nessa tarde de sábado (28) na Av. João Acácio Simas “Transluzia” no bairro Rio do Meio em Camboriú.

A motorista é esposa do suplente de vereador e Presidente da Associação de Moradores do Conde Vila Verde Samuel Violante, e estava com o filho no carro no momento da batida.

O veículo saiu da pista e bateu no poste, que caiu sobre o veículo, com o impacto o menino fraturou o nariz.

“A situação da avenida é complicada, cheia de buracos, está difícil transitar na localidade.”

AGRESSÃO NO HOSPITAL

O SAMU fez o atendimento no local e encaminhou mãe e filho para o Hospital de Camboriú, onde a família aguardou por mais de 40 minutos no local.

Samuel Violante ao chegar no local perguntou por que da demora, e se eles tinham feito o raio-x do menino.

“O médico disse que tinha feito o raio-x, mas a minha esposa disse que não, ele mentiu… então eu perguntei para esse médico se identificar, por que ele estava sem o crachá,  ele alterou a voz comigo  e me agrediu.

Me pegou pelo pescoço e me arremessou ao chão”,disse  Samuel.

Samuel chamou a PM, para registrar o fato e tomar as ações cabíveis.

O município , através do Assessor do Prefeito, em grupo de whatsapp, escreveu dizendo que a secretária da Saúde está por dentro de tudo e que providências serão tomadas.

Mas não especificou quais providências. Também informou que o município já fez contato com a empresa que contratou o médico.

Nota Oficial – Hospital Cirúrgico Camboriú

A direção do Pronto Socorro do Hospital Cirúrgico Camboriú (HCC) vem a público esclarecer o fato ocorrido no fim da tarde de sábado (28), quando o familiar de dois pacientes que estavam em atendimento, teve um desentendimento com um dos médicos.

Ressaltamos que seus familiares (esposa e filho) foram prontamente atendidos. Eles foram vítimas de um acidente de trânsito e encaminhados pela equipe do SAMU até a unidade.

As equipes médica e de enfermagem executaram todos os procedimentos próprios e necessários condizentes com a situação clínica dos pacientes, conforme registro no prontuário dos mesmos.

O profissional foi contratado pela cooperativa vencedora da licitação e a Secretaria Municipal de Saúde solicitou seu afastamento das atividades e vai apurar as condutas praticadas no interior da unidade com meios adequados e reservados pela lei, principalmente, assegurando os princípios constitucionais da ampla defesa e contraditório.

Lamentamos profundamente o ocorrido e condenamos veementemente qualquer tipo de violência, quer seja praticada por funcionário, acompanhante e até mesmo paciente.

Apesar do grande tumulto gerado, a prestação de assistência aos pacientes não foi paralisada e o hospital seguiu com seu atendimento normal.

Direção Geral e Coordenação do Pronto Socorro do Hospital Cirúrgico Camboriú (HCC).

 

Vídeo Da Denúncia

Fonte : O Janelão

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?