Comissão aprova na Alesc projeto que proíbe pedágios ambientais em Santa Catarina

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou, nesta terça-feira (10), o voto do relator, deputado João Amim (PP), favorável à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que pretende proibir a instituição de pedágios ambientais pelos municípios no Estado. O projeto é do deputado Ivan Naatz (PV).

A sessão foi marcada por protestos contra e a favor dos pedágios ambientais. O grande número de manifestantes levou à transferência da reunião para o plenário da Alesc, para que houvesse espaço para todos.

A votação havia sido adiada em novembro, por um pedido de vista da deputada Ana Paula da Silva, a Paulinha (PDT), e dos deputados Maurício Eskudlark (PL) e Fabiano da Luz (PT).

Além de Bombinhas e Governador Celso Ramos, pedágio ambiental é planejado por outras cidades em SC

GRANDE FLORIANÓPOLIS

Visitantes desaprovam TPA de Governador Celso Ramos no primeiro dia de cobrança

Nesta terça, Paulinha apresentou posição contrária ao projeto e fez um requerimento para que a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) fosse ouvida a respeito das Taxas de Preservação Ambiental (TPAs).

O pedido foi negado pelos demais membros da comissão, que entendem que a discussão com a Fecam pode ser levada adiante por outras comissões do Legislativo, onde a PEC ainda deve tramitar.

Com a decisão, o projeto segue para a Comissão de Finanças e Tributação e, na sequência, para a Comissão de Turismo e Meio Ambiente, onde deve passar por audiências públicas. O próximo passo será a votação em plenário.

 

 

Fonte: NSC TOTAL

 

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?