Campeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro, Dedé celebra jogar futebol

Dedé não perdeu uma bola na vitória do Cruzeiro Dedé não perdeu uma bola na vitória do Cruzeiro Reprodução/Reuters

Dedé passou longos meses em recuperação de seguidas lesões nos joelhos nos últimos anos. Demorou, mas a volta por cima foi coroada na última quarta-feira (16), na vitória que deu o título da Copa do Brasil ao Cruzeiro contra o Corinthians, no Itaquerão, em São Paulo.

A vontade de disputar o título era grande no elenco cruzeirense, mas ainda maior para o gigante de 1,92 metro. No ano passado, no exato dia da final contra o Flamengo, Dedé recebeu a notícia de que precisara passar por nova cirurgia. Viu o pentacampeonato nas tribunas do Mineirão e voltou aos campos em fevereiro deste ano.

“Só tenho a agradecer todo mundo que acreditou em mim. As pessoas sempre me deram moral. Por tudo que passei, só tenho a agradecer. Foram longo meses, várias lesões, mas conseguimos chegar até aqui e ficamos com o título”, disse o zagueiro, com a medalha no peito, na saída do vestiário.

Você viu isso? Andrés Sanchez admite preocupação com rebaixamento do Corinthians

O Mito, como a torcida gosta de chamá-lo, não falhou em um lance se quer contra o Corinthians. A cada bola desarmada, e foram tantas e tantas ao longo de 90 minutos, os pouco mais de 3 mil barulhentos torcedores visitantes fizeram a festa para um ídolo.

Concentrado, Dedé continuava afastando as bolas que ameaçavam a defesa cruzeirense — no ataque, ainda se deu ao luxo de acertar uma cabeçada na trave. Assim que árbitro Wagner Nascimento Magalhães apitou o final do jogo, o zagueiro se ajoelhou e agradeceu continuar jogando futebol.

Veja também
  • É campeão! Veja todos os técnicos que venceram a Copa do Brasil
  • Baixe o pôster do Cruzeiro, vencedor da Copa do Brasil 2018
  • COSME: O Corinthians foi valente. Mas o Cruzeiro calou o Itaquerão

Leia mais: Veja os cinco motivos da conquista do Cruzeiro na Copa do Brasil

“Estou feliz demais por ter concretizado essa Copa do Brasil. Nosso time mereceu muito. Jogamos de maneira inteligente, jogamos taticamente. Temos com jogadores decisivos e saímos feliz por esse momento”, resumiu Dedé, antes de festejar com seus companheiros, no ônibus da equipe que deixou o Itaquerão.

Além de voltar a jogar, ser campeão com o Cruzeiro, time que defende desde abril de 2013, Dedé foi novamente convocado para a seleção brasileira. O zagueiro esteve com o grupo que jogou contra Estados Unidos e El Salvador no mês passado.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Facebook Comentários

Iniciar conversa
Vamos anunciar?